NOTÍCIAS

Liga Árabe sugere renúncia do presidente da Síria


DOHA - O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Elaraby, afirmou que ofereceu ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, uma “saída segura” caso ele renuncie. Elaraby não deu mais propostas, na reunião de chanceleres da Liga Árabe realizada na manhã de hoje, em Doha.

A Liga Árabe prometeu além disso US$ 100 milhões em ajuda aos refugiados sírios em países vizinhos. O presidente da Tunísia, Moncef Marzouki, ofereceu asilo a Assad em fevereiro, caso ele encerrasse o conflito sírio.

Em suas primeiras declarações públicas após um atentado na semana passada que matou quatro de seus principais colaboradores, entre eles o ministro da Defesa, Assad afirmou no domingo ao novo chefe do Exército que “continue com a perseguição aos terroristas”.

Nesta segunda-feira, um porta-voz da chancelaria síria, Jihad Makdissi, afirmou que o arsenal de armas químicas do país está protegido e só seria usado em caso de ataque estrangeiro. Há o temor de que o regime possa utilizar essas armas contra rebeldes que lutam contra o governo de Assad. Os protestos, iniciados em março do ano passado, deixaram milhares de mortos.

A União Europeia decidiu hoje fazer valer um embargo de armas para a Síria, requerendo que seus países-membros abordem barcos e aviões com carga suspeita para o país árabe. Chanceleres europeus reunidos em Bruxelas respaldaram a medida nesta segunda-feira e ainda acrescentaram 26 indivíduos sírios e três companhias a uma lista de sanções.

A UE havia proibido a exportação de armas para a Síria em maio de 2011. Até agora, porém, os países do bloco podiam decidir se inspecionavam ou não carregamentos suspeitos de violar o embargo. O arsenal das Forças Armadas sírias é em sua maioria soviético ou russo, o que torna improvável que esse embargo tenha um impacto significativo.

(Associated Press)




Publicado em: 23/07/2012         Fonte: (Associated Press)         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort