NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
IR 2012: para evitar correria de última hora, aproveite o feriado para fazer declaração

O ritmo na entrega das declarações do imposto de renda está maior do que no ano passado. De acordo com o último balanço da Receita Federal, divulgado na quarta-feira (4), quase 6,6 milhões dos contribuintes obrigados a fazer a declaração já tinham cumprido com a obrigação.

No ano passado, até o dia 5 de abril, 6,1 milhões de pessoas haviam feito o mesmo.

No entanto, considerando que a Receita espera receber neste ano 25 milhões de documentos, ainda faltam mais de 18,4 milhões para chegar à meta. Se você está neste grupo e quer evitar deixar tudo para a última hora, já que falta menos de um mês para o prazo final, em 30 de abril, a sugestão é aproveitar o feriado da Páscoa para enviar a declaração ou pelo menos separar a documentação necessária.

Páscoa com leão
A dica é válida para quem quer entrar na “fila” para receber a restituição, que, pelos critérios da Receita Federal, é paga seguindo a ordem de entrega da declaração, priorizando os contribuintes com 60 anos ou mais.

Além disso, com um pouco mais de tempo, é possível preencher o documento com calma, corrigir, se necessário, e evitar erros.

A multa mínima para quem perder prazo é de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido.

Dicas
Para evitar erros e atropelos, seguem algumas dicas para uma temporada de prestação de contas mais simples e sem dores de cabeça.

1 – Separe os documentos necessários para a declaração

Tenha em mãos os informes de rendimentos, recibos de despesas médicas e com educação, CPF dos dependentes, lista de aluguéis recebidos e dados dos imóveis alugados, informes de rendimentos bancários e aplicações financeiras etc. Estes documentos possuem informações importantes e necessárias para o preenchimento da declaração.

2 – Baixe o programa gerador com antecedência

O download do programa gerador da declaração fica disponível no site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br). Evite deixar para baixar o programa no fim do prazo, pois pode haver congestionamento no sistema.

3 – Informe todos os rendimentos recebidos

Não se esqueça do salário, dos rendimentos com aluguéis, aposentadoria etc. É importante, inclusive, lembrar da obrigatoriedade de informar também os rendimentos de todos os dependentes relacionados na declaração, mesmo quando estes não estão obrigados a declarar.

4 – Atenção às deduções permitidas por lei

Fique atento aos limites permitidos em cada uma delas e informe na declaração apenas deduções de despesas amparadas por documentos que comprovem o gasto. Despesas médicas são ilimitadas, mas despesas com educação têm, este ano, o limite anual de R$ 2.958,23 por titular e cada um de seus dependentes. O fato de declarar um dependente também permite a dedução de R$ 1.889,64, por dependente declarado.

5 – Teste os diferentes modelos de declaração

Ao contribuinte que possui muitas despesas dedutíveis, talvez seja mais vantajoso optar pelo modelo completo da declaração, já que o implificado tem um limite de dedução de R$ 13.916,36. Na dúvida, compare os modelos antes de enviar o documento. O próprio sistema da Receita permite essa comparação.

6 – Procure ajuda especializada

Saber o que pode e deve ser informado em cada campo exige um pouco mais de conhecimento. Na dúvida, peça ajuda! Mas atenção na hora de escolher o profissional: pesquise, busque referências e não se baseie apenas no preço. Uma escolha errada pode, ao invés de facilitar, dar muita dor de cabeça.

Quem deve declarar Imposto de Renda
A Receita está recebendo as declarações do IR 2012 desde o dia 1º de março, mas, para os que ainda têm dúvidas, estão obrigados a prestar contas ao fisco neste ano os contribuintes que:
•Receberam, durante o ano de 2011, rendimentos brutos tributáveis superiores a R$ 23.499,15 ou rendimentos não-tributáveis, tributados exclusivamente na fonte e isentos acima de R$ 40 mil;
•Realizaram, em qualquer mês-calendário, venda de bens ou direitos na qual foi apurado ganho de capital sujeito à incidência de imposto, mesmo nos casos em que o contribuinte optou pela isenção através da aplicação do produto da venda no compra de imóveis residenciais no prazo de 180 dias;
•Realizaram negócios em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
•Tiveram posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil durante o ano de 2011;
•Passaram à condição de residente no Brasil durante o ano de 2011 e nessa condição se encontravam em 31 de dezembro;
•Indivíduos com receita bruta superior a R$ 117.495,75 através de atividade rural ou que estejam compensando prejuízos de anos anteriores ou do ano a que se refere a declaração, neste caso, sendo vedada à declaração através do modelo simplificado.



Publicado em: 06/04/2012         Fonte: InfoMoney         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort