NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Superávit nas contas do setor público é o menor do ano em maio

O Banco Central informou nesta sexta-feira (29) que as contas do setor público consolidado – que incluem o governo, os estados, municípios e empresas estatais – registraram um superávit primário (economia feita para pagar os juros da dívida pública e tentar manter sua trajetória de queda) de R$ 2,65 bilhões em maio deste ano.

Trata-se do menor resultado mensal de 2012, e também do superávit mais baixo, para meses de maio, desde 2010 (+ R$ 487 milhões). Contra igual período do ano passado, o recuo do saldo positivo foi de 64,6%, visto que o superávit somou R$ 7,5 bilhões em maio de 2011.

A queda do superávit primário está relacionada, entre outros fatores, com um crescimento menor da arrecadação neste ano, por conta dos efeitos da crise financeira internacional sobre o nível de atividade brasileira e, também, com as reduções de tributos autorizadas pelo governo federal.

Os números do governo federal mostram que o resultado positivo de maio foi obtido somente por conta do pagamento de dividendos das empresas estatais, que somaram R$ 2,73 bilhões no mês passado. Sem a contribuição das estatais, portanto, as contas do governo teriam registrado déficit primário no mês passado.

Acumulado do ano
No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, ainda segundo números do Banco Central, o superávit primário das contas do setor público consolidado somou R$ 62,86 bilhões. Na comparação com os cinco primeiros meses de 2011, quando foi registrado um superávit de R$ 64,82 bilhões, houve uma queda de 3% na economia feita para pagar juros.

Ao decompor o resultado do setor público de fevereiro deste ano, os números mostram que o maior esforço foi feito pelo Governo Central (União, Previdência e BC), que registrou um superávit de R$ 46 bilhões de janeiro a maio. Os estados e municípios contribuíram com um resultado positivo de R$ 17,2 bilhões e as empresas estatais registraram um déficit de R$ 380 milhões.

Meta anual
Com o esforço fiscal do primeiro quadrimestre, o setor público atingiu cerca de 45% da meta cheia de superávit primário, isto é, sem abatimento dos gastos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – estabelecida para todo este ano, que é de R$ 140 bilhões. Em 12 meses até maio, o resultado positivo somou R$ 126,75 bilhões, ou 2,97% do PIB. Em 2011, o setor público voltou a cumprir a meta cheia. Em 2009 e 2010, houve abatimento dos gastos do PAC para cumprir formalmente a meta.

Juros da dívida pública e resultado nominal
Segundo o Banco Central, a apropriação de juros sobre a dívida pública somou R$ 94,9 bilhões (5,36% do PIB) de janeiro a maio deste ano, contra R$ 100,7 bilhões, ou 6,11% do PIB, em igual período do ano passado. Após as despesas com juros, as contas registraram um déficit (pelo conceito "nominal" no jargão financeiro) de R$ 32 bilhões nos cinco primeiros meses deste ano, o equivalente a 1,81% do PIB. Em igual período de 2011, o déficit nominal somou R$ 35,94 bilhões, ou 2,18% do PIB.



Publicado em: 29/06/2012         Fonte: Alexandro Martello         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno
bodrum bayan escort