NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Economia deve se recuperar no 2º semestre, prevê ex-ministro

O ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, declarou nesta terça-feira que o cenário econômico do Brasil em 2012 deverá melhorar "pelo menos um pouco" no segundo semestre. Por consequência, como o Produto Interno Bruto (PIB) é calculado por uma média entre os diferentes períodos, o crescimento final deve ficar parecido com o de 2011, em aproximadamente 2%. "Mas a sensação no final deste ano vai ser melhor do que do ano passado", previu.

Fraga participou hoje do seminário "Guardiões da Estabilidade", da revista Isto É Dinheiro, que reuniu em São Paulo quatro ex-dirigentes do BC desde a implantação do Plano Real, além do atual presidente, Alexandre Tombini. Todos eles palestraram sobre suas gestões e discutiram sobre atuais desafios econômicos do País.

"Nos últimos anos, todo estrangeiro com quem eu conversei tinha uma visão mais positiva do que a minha sobre a economia brasileira. Não que eu seja pessimista, mas acho que eles estavam exagerando um pouco", contou Fraga. Segundo ele, a expectativa de que o Brasil fosse crescer a um ritmo "quase chinês" não era realista. "Agora eu acho que está indo na direção oposta, todos acham que 2% (ao ano) é o potencial de crescimento do Brasil, e isso está errado também. Não é nem 7%, nem 2%, é 4% ou 3,5%".

Dirigente do BC no segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Fraga comentou sobre a crise na Europa, que põe em risco a "estabilidade no núcleo do sistema financeiro mundial". Para o economista, pode almejar crescer de forma sustentável um país com uma inflação baixa e estável, aliada a um governo que tenha crédito, uma balança de pagamentos equilibrada e um sistema financeiro bem desenhado, sem propensão a bolhas ou crises.

"A estabilidade é uma condição necessária para o crescimento, o progresso, o desenvolvimento, mas não é suficiente. É preciso zelar para que a economia poupe o suficiente, invista o suficiente, e que saiba investir, como em capital humano, em educação", disse. Apesar de se dizer otimista, Fraga considera que o País está em uma encruzilhada, em um impasse entre "destravar o investimento e aumentar a produtividade" da economia. "A solução é criar condições para criar um juro mais baixo", concluiu.



Publicado em: 20/06/2012         Fonte: Ricardo Santos - Terra         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort