NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Os números da inadimplência no Brasil

NORTE

O nível de inadimplência dos nortistas em maio apresentou baixa com relação ao mesmo período de 2011: houve uma queda de 26,59% (o índice de maio de 2012 alcançou 3,92% dos valores transacionados, enquanto em maio de 2011 alcançou 5,34%). No entanto, na comparação com abril de 2012, a inadimplência foi 10,73% maior.

Do valor total dos cheques pesquisados em maio de 2012, a falta de fundos continua sendo a principal causa, com 84%. Os demais motivos foram: sustados, 5,7%; roubados ou furtados, 2,3%; fraudados, 0,3%; e outros motivos, 7,7%.

Apesar da tendência de queda, o indicador da região Norte foi o segundo mais alto entre as regiões brasileiras, segundo a pesquisa de maio.

O valor médio dos cheques utilizados nas compras continua crescendo. Na comparação entre maio 2012 e maio 2011, o “ticket médio” do norte subiu 25,26% (de R$ 544,77 para R$ 682,37).

SUDESTE

Em maio, apresentou alta com relação ao mesmo período de 2011: houve um aumento de 6,5% (o índice de maio de 2012 alcançou 3,44% dos valores transacionados, enquanto em maio de 2011 alcançou 3,23%). No entanto, na comparação com abril de 2012, a inadimplência foi 10,61% maior.

A falta de fundos continua sendo a principal causa, com 80%. Os demais motivos foram: sustados, 7,4%; roubados ou furtados, 2,3%; fraudados, 2,3%; e outros motivos, 8%.

Apesar da tendência de queda, o indicador da região Sudeste foi o terceiro mais alto entre as regiões brasileiras, segundo a pesquisa de maio.

O valor médio dos cheques utilizados nas compras continua crescendo. Na comparação entre maio 2012 e maio 2011, o “ticket médio” do sudeste subiu 19,82% (de R$ 259,01 para R$ 310,35).

SUL

O nível de inadimplência dos sulistas em maio apresentou alta com relação ao mesmo período de 2011: houve um aumento de 23,48% (o índice de maio de 2012 alcançou 2,84% dos valores transacionados, enquanto em maio de 2011 alcançou 2,30%). No entanto, na comparação com abril de 2012, a inadimplência foi 10,51% maior.

A falta de fundos continua sendo a principal causa, com 72%. Os demais motivos foram: sustados, 11,7%; roubados ou furtados, 7,1%; fraudados, 1,5%; e outros motivos, 7,7%.

A região Sul ficou em quarto lugar entre as regiões brasileiras

CENTRO-OESTE

Em maio apresentou baixa com relação ao mesmo período de 2011: houve uma queda de 1,91% (o índice de maio de 2012 alcançou 2,57% dos valores transacionados, enquanto em maio de 2011 alcançou 2,62%). No entanto, na comparação com abril de 2012, a inadimplência foi 0,78% maior.

A falta de fundos continua sendo a principal causa, com 84%. Os demais motivos foram: sustados, 7,4%; roubados ou furtados, 0,8%; fraudados, 1,2%; e outros motivos, 6,6%.

Apesar da tendência de queda, o indicador da região Centro-Oeste ficou em último lugar entre as regiões brasileiras

O valor médio dos cheques utilizados nas compras continua crescendo. Na comparação entre maio 2012 e maio 2011, o “ticket médio” do centro-oeste subiu 3,17% (de R$ 448,56 para R$ 462,77).

NORDESTE

Em maio apresentou baixa com relação ao mesmo período de 2011: houve uma queda de 7,57% (o índice de maio de 2012 alcançou 4,15% dos valores transacionados, enquanto em maio de 2011 alcançou 4,49%). No entanto, na comparação com abril de 2012, a inadimplência foi 5,25% menor.

A falta de fundos continua sendo a principal causa, com 79%. Os demais motivos foram: sustados, 9,6%; roubados ou furtados, 3,8%; fraudados, 1,4%; e outros motivos, 6%.

Apesar da tendência de queda, o indicador da região Nordeste foi o mais alto entre as regiões brasileiras

O valor médio dos cheques utilizados nas compras continua crescendo. Na comparação entre maio 2012 e maio 2011, o “ticket médio” do nordeste subiu 17,29% (de R$ 329,07 para R$ 385,97).



Sobre a Pesquisa TeleCheque®

A pesquisa é feita com base nos valores das transações em Reais, monitoradas pela TeleCheque nos segmentos de alimentação, automotivos, calçados, combustíveis, educação, eletroeletrônicos, joalheria e bijouterias, magazines e lojas de departamentos, máquinas e peças, material de construção, móveis, decoração e artigos para o lar, produtos diversos, saúde, serviços diversos, turismo, entretenimento e vestuário. Essas transações se originam de aproximadamente 10 mil pontos de venda distribuídos em 890 municípios do País; os estados onde a Telecheque não opera são: Acre, Rondônia, Amapá e Roraima, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.



Publicado em: 18/06/2012         Fonte: Pimenta Comunicação         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno