NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Bancos públicos têm os juros mais baratos ao consumidor; confira

Os bancos privados correram atrás e diminuíram as taxas seguindo o apelo do governo e as seguidas quedas da taxa básica de juros (Selic), mas ainda é mais vantajoso optar por um banco público. Pesquisa do Terra constatou que a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil apresentam melhores taxas em quatro das cinco principais linhas de crédito disponíveis ao consumidor. A Caixa Econômica Federal (CEF) é a instituição que apresenta a menor taxa para financiamento de veículos, de 0,75% ao mês e a melhor taxa de financiamento de imóveis, com juros a partir de 4,6% acrescido da Taxa Referencial (TR). Neste caso, a taxa é válida de acordo com a renda familiar e com o valor do imóvel.

Quem procura financiar um veículo pagando pouco deve ir primeiramente à Caixa, que possui a melhor taxa, de 0,75%, seguida do banco do Brasil (0,77%), Santander (0,89%), Bradesco (0,93%) e Itaú Unibanco (0,99%). No Crédito Direto ao Consumidor (CDC), o crédito pessoal, o Banco do Brasil é o que apresenta as melhores taxas, com mínima de 1,94% e máxima de 5,75%.

Para o financiamento de imóveis, a Caixa também tem os melhores juros, entre 4,6% + TR a 9% + TR ao ano, seguida do Banco do Brasil (7,9% + TR a 11% + TR), Bradesco (8,90% + TR a 10,50% + TR), Santander, ( 10% + TR ao ano) e HSBC (11% + TR a 13% + TR). Segundo a assessoria de imprensa do Itaú Unibanco, o banco não tem uma taxa fixa de juros no crédito imobiliário e ele não leva em conta o valor do imóvel financiado, mas o relacionamento do cliente com o banco.

As melhores taxas de juros de cartão de crédito são oferecidas pelo banco HSBC, com mínimas de 2,27% ao mês. Na sequencia vem a Caixa (mínima de 2,85%), seguida por Banco do Brasil, com taxa de 2,9%, seguido do Itaú-Unibanco (3,85%) e Bradesco (3,95%). O cheque especial do Banco do Brasil tem as taxas mais mínimas mais baixas, de 1,34%.

Confira como ficam as taxas das principais linhas de crédito após as reduções anunciadas:

Financiamento de carros
Caixa Econômica Federal - de 0,75% a 1,65% ao mês
Banco do Brasil - de 0,77% a 2,35% ao mês
Santander - de 0,89% a 2,45% ao mês
Bradesco - de 0,93% a 2,96% ao mês
Itaú Unibanco - 0,99% a 2,39% ao mês
HSBC - 2,41% 3,36%

Financiamento de imóveis
Caixa Econômica Federal - de 4,6% + TR a 9% + TR ao ano
Banco do Brasil - de 7,9% + TR a 11% + TR ao ano
Bradesco - de 8,90% + TR a 10,50% + TR ao ano
Santander - 10% + TR ao ano
HSBC - 11% + TR a 13% + TR ano ao
Itaú Unibanco - não informado

Cartão de Crédito
HSBC - de 2,27% a 15,95% ao mês
Banco do Brasil - a partir de 2,9% ao mês
Bradesco - 3,95% a 4,70% ao mês
Itaú Unibanco - de 3,85% a 9,90%
Santander - de 4,76% a 14,75%
Caixa Econômica Federal - de 2,85% a 9,47%

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)
Banco do Brasil - 1,94% a 5,75%
Itaú Unibanco - 1,99% a 4,94%
HSBC - 2,70% a 3,50%
Bradesco - de 2,93% a 4,87% ao mês
Santander - não informado
Caixa Econômica Federal - de 2,39% a 3,88%

Cheque Especial
Banco do Brasil - de 1,34% a 8,27% ao mês
HSBC - de 1,39% a 9,98% ao mês
Bradesco - de 3,94 a 4,70% ao mês
Itaú Unibanco - de 3,5% a 4,94% ao mês
Santander - de 3,50% a 4,90%
Caixa Econômica Federal - de 1,35% a 4,27



Publicado em: 02/06/2012         Fonte: Terra         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort