NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Brasileiro trabalha 150 dias para o governo

Que a carga tributária brasileira é muito alta ninguém duvida. O problema é que, além de pesada, ela vem aumentando a cada ano. E o brasileiro é obrigado a destinar mais dias de trabalho para alimentar a voracidade tributária do governo. Neste ano, serão 150 dias de batente só para pagar impostos, taxas e contribuições às três esferas de poder: federal, estadual e municipal. Ou seja, são quatro meses e 29 dias de labuta destinados para sustentar o Fisco. Significa dizer que o brasileiro trabalhará até o dia 29 para o governo. Isso é o que mostra levantamento realizado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) divulgado ontem.

Em 2011, foram 149 dias; em 2010, 148 dias; em 2009, 147 dias e, em 2008, 148 dias. "A quantidade de dias dobrou em relação à década de 1970, quando eram necessários 76 dias de trabalho para esse fim", comenta o presidente executivo do instituto, João Elói Olenike.

O estudo constata ainda que, dependendo da faixa de renda, o contribuinte terá de trabalhar mais dias no ano para ficar quite com o Leão. Os que têm rendimento mensal de até R$ 3.000, por exemplo, trabalham 143 dias. Já os que ganham de R$ 3.000 a R$ 10 mil, vão precisar de 159 dias. E aqueles que ganham acima de R$ 10 mil, 152 dias.

"Apesar de trabalhar um dia a mais para pagar tributos em 2012, em relação ao ano passado, o brasileiro continua não vendo o retorno dos valores recolhidos em serviços à população, como Segurança, rodovias sem pedágio, Educação, saneamento básico, Saúde, iluminação pública e outros", afirma Olenike.

Além da tributação incidente sobre os rendimentos, como Imposto de Renda Pessoa Física, INSS, previdências oficiais e contribuições sindicais, o cidadão brasileiro paga tributos indiretos sobre o consumo, inclusos no preço dos produtos e serviços (PIS, Cofins, ICMS, IPI, ISS, por exemplo) e sobre o patrimônio (IPTU, IPVA, ITCMD, ITBI, ITR). As taxas (limpeza pública, coleta de lixo, emissão de documentos) e contribuições (iluminação pública) também estão consideradas no cálculo.

OUTROS PAÍSES - O estudo traz ainda comparação com a situação em outros países e revela que o Brasil tem posição de destaque quando o assunto é cobrança de tributos. "Ficamos atrás apenas da Suécia, onde o contribuinte destina 185 dias para o pagamento dos tributos. Na França, são 149 dias; nos Estados Unidos, 102 dias e, no México, 95 dias", comenta. Até a nossa vizinha Argentina tem carga tributária mais leve para os seus trabalhadores. Lá, os contribuintes destinam 101 dias para abastecer os cofres públicos.



Publicado em: 22/05/2012         Fonte: Diário do Grande ABC         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno