NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
BB corta juro para micro e pequenas empresas

O Banco do Brasil anunciou ontem nova rodada de redução dos juros nos empréstimos, desta vez aqueles voltados às micro e pequenas empresas. Entre as mudanças, está a criação de uma taxa única de 3,94% ao mês no cheque especial das empresas.

O novo patamar representa redução de 56,8% do custo do crédito. O barateamento do crédito está alinhado com o plano do governo federal de acelerar a economia com a oferta de mais crédito e com juros menores.

O cheque especial empresarial com juro único é apenas para clientes que contratarem a chamada assessoria financeira pessoa jurídica, serviço que monitora o uso do cheque especial e do cartão de crédito. Nesse programa, o BB indica à empresa as melhores alternativas para o uso do crédito.

No capital de giro, a taxa mínima da linha BNDES capital de giro Progeren caiu de 0,96% ao mês para 0,89%. Já na linha BB Capital de Giro Mix Pasep, a taxa mínima passou de TR (Taxa Referencial) somada de 2,14% para TR mais 0,99%, o que equivale a cerca de 1,01% ao mês e representa redução de 53% na taxa.

Além disso, em alusão às promoções do dia das mães, clientes com recebíveis (cheques pré-datados, duplicatas ou cartões de crédito) poderão converter os recursos em capital de giro com juros a partir de 1% ao mês. Para clientes que contratarem crédito novo em capital de giro, o BB oferece, ainda, carência no pagamento de até três meses nas novas operações.

Expansão do crédito. O BB espera crescimento de 25% a 35% em maio nas linhas de crédito para micro e pequenas empresas em que reduziu os juros, na comparação com os desembolsos de março, quando as taxas não haviam sido cortadas, de acordo com o diretor do segmento no BB, Adilson Anísio, que participa de teleconferência com a imprensa para comentar mais uma redução dos juros para pessoas jurídicas.

Em abril, primeiro mês com juros menores, as linhas de crédito para micro e pequenas empresas com cortes tiveram desembolsos 20% a 25% maiores na comparação com março. O BB já desembolsou R$ 4,4 bilhões nas linhas em que houve corte de juros, que incluem capital de giro, cheque especial, desconto de cheques e cartão de crédito.

O vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do BB, Osmar Fernandes Dias, disse que a instituição tem 2,1 milhões de empresas de menor porte como clientes e a meta desse programa de corte de juros e outros incentivos é aumentar essa fatia. O BB tem 28% das pequenas empresas existentes no País como clientes.



Publicado em: 10/05/2012         Fonte: Estadão.com         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno