NOTÍCIAS

O Microempreendedor Individual (MEI) Deve Declarar, Facultativamente. Explica o Especialista Tributário.

Texto: Técnico em Contabilidade Silva Leandro.
Registro Profissional: CRCRS 57.196.

A Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2014 (IRPF 2014), caso esteja isento de impostos, não é obrigatória. É facultativa, porém é importante declarar. Sempre consulte um Contador ou Técnico em Contabilidade Legalmente Habilitado no CRC da jurisdição (Estado da Sede) do Profissional.

1) O Microempreendedor Individual (MEI) precisa de Assessoria Profissional obrigatória? Legalmente não!
Mas você pode contar com um profissional legalmente habilitado (Contador ou Técnico em Contabilidade) para situações que só o conhecimento técnico é capaz de dirimir suas dúvidas.

2) Quais as Vantagens de ser MICROEMPREENDEDOR com Assessoria Profissional de um Contador ou Técnico em Contabilidade Autônomo?

a) CNPJ na hora (online o envio de informações para Receita Federal do Brasil e MM. Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Sul ou de seu Estado)

b) Projeção Legal de Faturamento emitida por Profissional Contábil Legalmente Habilitado: R$ 5.000,00 ao MÊS até o limite legal de R$ 60.000,00 ao ano (MEI);

c) Assessoria Profissional para Acesso ao Crédito - Contrate um Contador ou Técnico em Contabilidade;

d) Assessoria para Acesso aos Bancos (podendo efetuar suas vendas com cartão de crédito e débito);

e) Legalização rápida de seu negócio: Com direito de liberação pela Autoridade Fiscal de Nota Fiscal de Serviços (Prefeitura Municipal), Nota Fiscal Eletrônica para o Comércio;

3) Não seja autônomo. Tenha suas Notas Fiscais de Serviços e possa fechar contratos com empresas e pessoas físicas, mediante emissão de documento fiscal. Limite Legal como Microempreendedor (MEI) de R$ 60.000,00 ao ano. Proporcional a data de abertura do Microempreendedor.

4) Inscrição Estadual: Isento (no Estado do Rio Grande do Sul - Secretaria Estadual da Fazenda).

5) Comprovação de Renda (mesmo isento de impostos) como Pessoa Física válida até março de 2015, através da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física 2014.

6) A Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - Contribuintes Isentos - pode ser transmitida durante todo o ano de 2014 - sem multas, junto a Receita Federal do Brasil. Desde que sem outras condições legais de obrigatoriedade de declarar.



Publicado em: 17/04/2014         Fonte: R7         Postado por: Ronnie de Sousa

Voltar