NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
O que as pequenas empresas podem fazer para atrair e reter talentos

Por: Angela Souza *

Grandes empresas atraem talentos oferecendo uma série de benefícios aos candidatos. Como é que as pequenas empresas podem competir com as maiores na hora de atrair e reter seus talentos? Com criatividade, as pequenas empresas captam talentos extraordinários de maneira eficaz, barata, rápida e participativa, estimulando o engajamento de toda a organização no processo.

O primeiro passo é tirar proveito das vantagens que os pequenos negócios oferecem em relação às grandes organizações. Por causa de suas estruturas mais simples, as pequenas empresas têm menos níveis hierárquicos e regras mais flexíveis, as pessoas se conhecem, a comunicação flui, existem mais oportunidades para se expressar e participar nas decisões e, se são de fato talentosas, ganham visibilidade e prestígio, podendo crescer mais rápido do que em organizações maiores.

Uma alternativa interessante para as pequenas empresas está em transformar cada empregado num "caçador de talentos". O objetivo é que todos sejam incentivados a identificar e atrair para a organização pessoas talentosas, sendo recompensados financeiramente por isso. Além do incentivo material, o efeito dessa política é positivo porque quem indica sempre vai se sentir um pouco responsável pela contratação, muitas vezes até se transformando no mentor do novo talento.

Da mesma forma, quando se trata de reter os talentos descobertos, a pequena empresa precisa se empenhar para oferecer um ambiente de trabalho estimulante, possibilidade de auto-realização, facilidade de acesso a informações e conhecimento, incentivos à geração de idéias, participação nas decisões, delegação de poder, feedback permanente, possibilidade de aprendizagem, reconhecimento e crescimento rápido na carreira. As pessoas gostam da idéia de estarem envolvidas em algo maior, de fazerem parte de uma organização que adota princípios e valores com os quais se identificam e que não visa exclusivamente o lucro.

O case Google

O Google foi um exemplo de empresa grande que inspirou o mundo corporativo com idéias inovadoras para atrair profissionais talentosos que fazem o gigante da Web ser o que é. A empresa percebeu que acrescentar diversão ao trabalho, além de contribuir com o a motivação dos funcionários, criaria um diferencial perante os demais competidores por talentos. Virou moda até em empresas pequenas.

É por isso que boas práticas de RH podem ser copiadas e adaptadas às peculiaridades e à cultura de cada empresa. Se, por algum motivo, essas medidas não derem certo, as pequenas empresas ainda podem lançar mão de uma estratégia bem simples: ouvir os empregados, perguntar a eles o que os motiva e em que ambiente gostariam de trabalhar. Pode ser que queiram mais diversão. Pode ser que queiram apenas ser ouvidos, respeitados, receber salários justos e realizar um trabalho mais significativo.

* Angela Souza é Diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional, e bacharel em Filosofia pela UFSC. Especialista em Filosofia Política (UFSC) e em Gestão Estratégica de Negócios (FGV/RJ). É também mestre em Gestão Estratégica (UDESC/ESAG).



Publicado em: 24/06/2013         Fonte: Revista Incorporativa         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno
bodrum bayan escort