NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Conheça mais sobre o processo de fusão entre empresas

 

Não é raro ler notícias sobre fusão de empresas. “American Airlines confirmou a fusão com a US Airways”, “Cade aprova fusão entre empresas aéreas Azul e Trip”, “Kroton Educacional e a Anhanguera Educacional anunciaram fusão”. Mas, quais etapas compõe uma fusão?
 
Bacharel em ciências contábeis pela PUC-SP e especialista em direito tributário pela FGV-SP, o contador e sócio da MARCAM, Kleber Souza, tira algumas dúvidas sobre o assunto:
 
1. Quais são as etapas de uma fusão?
 
O processo de fusão de empresas tem início com os estudos de mercado para avaliar as potenciais sinergias geradas com a operação. Atualmente, tem sido mais comuns os processos de formação de joint ventures, companhias cujo controle é dividido e que atuarão em áreas nas quais duas ou mais empresas podem contribuir entre si com recursos materiais, técnicos e humanos.
 
Dentro das análises de sinergias, temos os cálculos de custos tributários antes e depois da realização do processo. Nesta etapa, o contador calculará a carga tributária antes e depois, para que os gestores possam usar a informação na tomada de decisão sobre custos.
 
Concluída esta fase, entra em ação a área jurídica, elaborando os contratos e promovendo as adequações societárias para formalizar o processo.
 
Finalmente, após os registros públicos da operação, as informações contábeis são consolidadas na companhia e os funcionários remanescentes da companhia fundida são transferidos através de informações aos órgãos de fiscalização trabalhista e previdenciária.
 
 2. Quais cuidados uma empresa deve tomar (antes e depois) de uma fusão? Como a MARCAM pode ajudá-la? (questão contábil, tributária, funcionários...)
 
 Os principais cuidados contábeis envolvem a adequação de controles internos para atendimento da legislação tributária e trabalhista.
 
 3. Quais benefícios a fusão pode trazer para uma empresa?
 
 Os principais benefícios gerados envolvem reduções de custos operacionais, entre eles o logístico e de pessoal.
 
 4. Quais os malefícios a fusão pode trazer para uma empresa?
 
 A falta de adequação entre os controles internos pré-existentes pode levar a riscos de autuações tributárias ou trabalhistas.
 
 5. Mais alguma informação relevante sobre o assunto?
 
 Um processo que substitui a fusão é a incorporação de uma empresa pela outra. Isso ocorre porque uma marca prevalecerá em função de seu histórico e importância de mercado.



Publicado em: 24/04/2013         Fonte: Revista Incorporativa         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort