NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
À frente está o empreendedor brasileiro

 

Por: José Luiz Amaral Machado 
 
Os veículos de comunicação com frequencia abordam sobre a forte tendência empreendedora do brasileiro. E, com base na divulgação da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) em 2011, além do posicionamento do Sebrae/RS, o Brasil já é o terceiro país em número de empresários. São cerca de 27 milhões de brasileiros envolvidos com o negócio próprio.
 
Esse fato efetivamente merece a nossa comemoração e o respeito ao empreendedor. Afinal, o brasileiro tem constantemente mostrado disposição a despeito de todo o ambiente hostil que ainda se encontra no nosso País.
 
O empreendedor mostra uma forte disposição de ir à frente com os seus projetos empresariais. Assim, ele arrisca ter o próprio negócio, que pode representar a conquista da independência ou a realização de um sonho.
 
O resultado de estudos e pesquisas divulgados nos deixa entusiasmados com o potencial do ambiente empreendedor no Brasil.
 
Perfil do empreendedor brasileiro
 
Veja a importância dos indicadores do ambiente de negócios no Brasil, pois os números apontam que os brasileiros não têm medo de encarar esse desafio.
 
Pela pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) em 2011, o país possui 27 milhões de pessoas envolvidas ou em processo de criação de um negócio próprio, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Está no terceiro lugar no ranking de 54 países analisados, com empreendedores representando 27% da população adulta nacional. Em 2002, esse percentual era de 21%.
 
O presidente do Sebrae/RS, Léo Hainzenreder, considera que a boa fase econômica do país mudou o perfil dos empreendedores brasileiros. "Eles hoje são mais qualificados, buscam no próprio negócio a oportunidade para se desenvolver. Prova disso é o aumento do empreendedorismo por oportunidade em detrimento do empreendedorismo por necessidade", afirma ele.
 
Ainda de acordo com Léo Hainzenreder, a presença feminina e de jovens no setor é muito forte e vem crescendo. Isso tem sido tão verdadeiro que, no Brasil, no grupo dos empreendedores iniciais, a proporção de mulheres à frente dos negócios é maior que a média mundial.
 
"De cada 100 empreendimentos iniciais, 49 têm comando feminino. A média desse grupo, nos 54 países pesquisados, é de 37 empreendedoras para cada 100", cita o profissional.
 
Planejamento e orientação
 
Isso que o nosso ambiente de negócios não é considerado o dos melhores, pois além de uma carga tributária pesadíssima temos uma burocracia extremamente rigorosa, o que faz com que os nossos empreendimentos tenham de enfrentar violentos problemas de competitividade.
 
A decisão de empreender exige planejamento, maturidade e orientação. São muitos os obstáculos, e a carga tributária é apenas um deles.
 
A Associação Comercial de São Paulo divulgou que o Impostômetro marcou R$ 1,1 trilhão no dia 24 de setembro. No valor estão incluídos impostos federais, estaduais e municipais. Em 2010, o painel registrou o mesmo valor apenas em 15 de novembro.
 
O peso da burocracia é enorme, tanto para criar como para manter-se em dia com a responsabilidade fiscal!
 
E, mesmo assim o brasileiro tem mostrado essa forte tendência, otimista, ao empreendedorismo.
 
Tendência otimista e já evidente. O registro de empresas na Junta Comercial do Rio Grande do Sul, até agosto deste de 2012, relacionou 80.814 empreendimentos novos contra 54.012 no mesmo período de 2011. Ou seja, dá para estimar uma variação positiva em cerca de 20%. Isso mostra como o gaúcho está propenso e decidido a ser empreendedor.
 
Agora, com as adequações que se inicia sob o ponto de vista tributário, além dos aspectos novos sobre os custos da folha de pagamento, esse movimento deve se acelerar. Temos a certeza de que mesmo o governo fazendo alguma "redução nominal" em tributos, o volume total de arrecadação total final deve se dilatar, carregando ainda consigo a geração de riqueza e aumentando o emprego. Cabe estarmos atento à preparação da mão de obra para essa maior demanda.
 
Todos ganham com isso, principalmente a nossa sociedade!
 
José Luiz Amaral Machado é Diretor da Gerencial Auditoria e Consultoria 



Publicado em: 26/02/2013         Fonte: WH Comunicação         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

bursa escort
porno
porno
bodrum bayan escort