NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Contran reduz tolerância no bafômetro


Limite de tolerância do resultado do exame foi reduzido para pegar motoristas bêbados Diário de S. Paulo

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) fixou normas para orientar os agentes de trânsito no cumprimento da Lei Seca. Segundo a resolução, publicada ontem no “Diário Oficial”, o limite de tolerância do resultado do exame do bafômetro foi reduzido.

A partir de agora, é considerada “infração administrativa”, com cobrança de multa de R$ 1.915,40 (e do dobro na reincidência em 12 meses), quando o bafômetro acusar concentração igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar expirado (0,05 mg/l) ou quando o exame de sangue detectar qualquer concentração de álcool.

A medida acaba com a margem de tolerância de um décimo de miligrama (0,10) de álcool por litro de ar, permitida antes no exame do bafômetro, e de no máximo duas decigramas por litro de sangue, no caso de exames.

Sinais de alteração da capacidade psicomotora também podem caracterizar a ocorrência de infração administrativa. Estão mantidos, na resolução, os limites estabelecidos na lei que definem quando o motorista embriagado incorre em crime de trânsito. A tolerância continua de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar ou de 6 decigramas por litro de sangue. A pena para esse crime é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de se obter a habilitação.

“Não pode beber nada. De forma prática, não se pode beber nada”, resumiu o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, ao falar sobre as novas regras ontem.

A resolução  leva em conta as mudanças feitas em dezembro do ano passado, quando a lei permitiu que um condutor passe a ser  considerado embriagado com base em provas como vídeos e relatos de testemunhas à polícia.

O texto estabelece os sinais que poderão ser levados em conta pelo agente de trânsito para atestar que o motorista está dirigindo sob efeitos do álcool (leia mais no quadro acima.  Diz ainda que não basta um único sinal, mas um conjunto deles, para dizer que o motorista está bêbado e reforça que o teste do bafômetro deve, sempre, ser priorizado.



 




Publicado em: 30/01/2013         Fonte: Por Diário de São Paulo         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno
bodrum bayan escort