NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
A fuga de Obelix


Desde que ficou conhecido pelo grande público com o filme Corações Loucos (Les Valseuses), de 1974, o ator Gérard Depardieu, hoje com 63 anos, cresceu em sucesso e popularidade a ponto de se tornar um símbolo nacional da França, querido e admirado dentro e fora de seu país.

Na longa carreira iniciada ainda nos anos 1960, Depardieu viveu o mosqueteiro Porthos, em O Homem da Máscara de Ferro (1998), o roliço Obelix, na série iniciada em 1999 que levou a saga do herói dos quadrinhos Asterix, o Gaulês para a tela grande; e o poeta narigudo e apaixonado Cyrano de Bergerac em filme homônimo de 1990, baseado na peça de Edmond Rostand -- entre outros papéis memoráveis. Sua ficha no Internet Movie Database (IMDb), principal banco de dados sobre cinema da internet, contém 196 títulos como ator, 3 como diretor e 11 como produtor.

No último domingo, Depardieu ganhou o noticiário mundial por uma história vivida fora das telas. Ele voou para a Rússia onde recebeu das mãos do presidente Vladimir Putin um passaporte daquele país -- segundo consta, em protesto contra a intenção do governo socialista francês de taxar as grandes fortunas em 75%. Para surpresa geral, Depardieu teria afirmado que abriria mão de seu passaporte francês e chamou a Rússia de "uma grande democracia".

Há um paralelo entre o comportamento do ator e os gestos do governo que o pôs para correr. Assim como Depardieu parece não distinguir um governo autoritário de uma democracia, a França não sabe mais como cobrir seu déficit orçamentário, que deverá ser de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013. Desde que os socialistas chegaram ao poder, a ideia de vitaminar a arrecadação com um imposto sobre grandes fortunas ganhou corpo. O presidente François Hollande chegou a elaborar um projeto, que foi barrado pela Corte Constitucional. Mas o governo não desistiu de tributar em 75% os rendimentos de quem ganha mais de um milhão de euros anuais -- caso de Depardieu, cujo cachê chega a 1,5 milhão de euros por filme.

O exílio fiscal do ator foi bem recebido a princípio pela oposição e pelos franceses que discordam de um imposto com jeito de confisco. Mas os elogios rasgados de Depardieu a Putin -- um ex-agente da KGB (polícia secreta russa) com perfil autoritário, acusado de fraudar as eleições -- geraram reações contrárias. Os críticos acusam Depardieu, bastante popular na Rússia graças ao cinema e a campanhas publicitárias, de permitir-se usar politicamente por Putin.

Apesar de polêmico, o gesto de Depardieu serviu para expor a ganância tributária do governo e atiçou o debate sobre o imposto sobre grandes fortunas. Depois de causar barulho e críticas, o ator negou que estivesse fugindo do imposto, mas advertiu: "Alguns [milionários] saíram da França há 20 anos. Das 50 personalidades francesas preferidas na lista do Journal du Dimanche (Jornal de Domingo), cerca de 20 moram na França. As outras 30 moram fora."

Com receio de uma revoada de ricos para a Rússia e outros países onde os impostos são baixos, o governo francês precisou vir a público para negar aumentos de tributos. "Precisamos de estabilidade de impostos, porque (...) indivíduos e empresas precisam de visibilidade, precisam saber quanto de imposto vão pagar em um ano, dois ou três", admitiu o ministro do Orçamento, Jerome Cahuzac, no domingo.

O episódio mostra que o imposto sobre grandes fortunas precisa ser muito bem pensado e aplicado com cautela, para evitar efeitos colaterais severos. Embora simpático à primeira vista, torna-se quase um tabu para os governos, que hesitam em aplicá-lo. No Brasil, o imposto foi previsto na Constituição de 1988 e até agora não foi cobrado, por falta de uma lei que o regulamente. O episódio francês é um exemplo de como não se deve aplicar o imposto. Lá, até os pobres acharam a alíquota exagerada. Fossem ricos, também eles fugiriam.




Publicado em: 08/01/2013         Fonte: Portal Cruzeiro do Sul         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno