NOTÍCIAS

bakirkoy masaj evde masaj istanbul masaj masaj xnxx video ensest hikaye
Como ficam os juros ao consumidor após a decisão do BC


São Paulo – Na reunião desse semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) optou por um novo corte na Selic, dessa vez  com intensidade menor do que os últimos. A taxa básica de juros passou de 7,50% ao ano para 7,25%. A redução terá efeito muito pequeno nas operações de crédito, segundo a Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Apesar do pequeno impacto, o coordenador de estudos econômicos da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, acredita que é possível que as taxas de juros das operações de crédito sejam reduzidas em percentual superior à redução da Selic, em decorrência da maior competição no sistema financeiro, com redução das taxas de juros dos bancos públicos.

Existe um deslocamento muito grande entre a taxa Selic e as taxas de juros cobradas aos consumidores, segundo a Anefac. As taxas de juros que chegam aos consumidores, na média da pessoa física, atingem 101,68% ao ano provocando uma variação de mais de 1.200,00% entre as duas pontas.

Na prática, em relação à Selic anterior, de 7,50%, a nova taxa básica de juros reduz em 2,26 reais o valor do financiamento em 12 meses de uma geladeira que custa 1,5 mil reais, segundo a Associação. Por mês, a economia é de 0,19 real.

No período de julho de 2011 a outubro de 2012, o Banco Central reduziu a taxa básica de juros de 12,50% ao ano para 7,25% ao ano. Nesse caso, a compra da mesma geladeira, em 12 parcelas, ficou 134,44 reais mais barata – uma economia de 11,20 reais por mês. Já o financiamento de um veículo de 25 mil reais em 60 meses sai 7.228,22 reais mais barato.

 



 




Publicado em: 11/10/2012         Fonte: Exame         Postado por: Equipe Essência Sobre a Forma

Voltar

 

beylikduzu escort
porno
porno
bodrum bayan escort