COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Marcos Sanches

Bacharel e mestre em Contabilidade e Controladoria pela FEA-USP;
Bacharel em Economia pela FEA-USP;
Atualmente é sócio da TG&C Auditores Independentes;
Membro do Comitê Nacional de Normas Técnicas - CNNT do Ibracon, é representante do Ibracon no Forum de Discussões com a Comissão de Valores Mobiliários – CVM e é Diretor da 5ª. Seção Regional do Ibracon;
Professor de cursos de graduação em Contabilidade e de pós graduação MBA;
Possui 23 anos de experiência como auditor independente.

 


Auditoria Interna no combate aos custos invisíveis

Por Marcos Sanches

 

O cenário atual econômico e político requer musculatura em todas as atividades inerentes aos negócios. Jamais na história deste País, se presenciou tantas turbulências das mais diversas. Este ambiente econômico de incertezas e turbulências que passamos atualmente requer toda atenção aos gastos invisíveis. Esses são aqueles que não identificamos ao analisar as demonstrações contábeis ou até mesmo os relatórios gerenciais elaborados a partir de dados financeiros.

Os tempos de crise, especialmente aquelas que duram anos a fio, que reduz drasticamente o nível de atividade econômica, a presença de auditores internos em todas as áreas da empresa é essencial e tem papel fundamental para apoiar as organizações no combate a referidos custos. Somente com gestão mais assertiva, as empresas conseguirão neutralizar os impactos negativos, promover mecanismos que possibilitem atingir as metas de lucratividade, de crescimento e quiçá, de sobrevivência.

Num pensamento e ações simples, deve-se buscar a eficiência dos processos e das normas internas, ser eficaz na escolha do melhor processo que minimize os gastos operacionais sem perder a qualidade. Neste momento, entra o ferramental de gestão através de auditoria interna que tem, entre outros os seguintes objetivos:

A atividade de auditoria interna tem papel de independência e assim, assessora a alta administração no processo de Governança, bem como agrega valor às operações de uma organização. 

 

Postado dia 28/03/2016 - Fonte: Essência Sobre a Forma

Visitantes: 1789