COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Vagner Jaime Rodrigues

• Mestre em Contabilidade pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP;
• Pós-Graduação em Marketing de Serviços pela Fundação Getúlio Vargas - FGV-SP;
• MBA em Gestão Empresarial pela Trevisan Escola de Negócios;
• Especialização em Controladoria pela Trevisan Escola de Negócios;
• Especialização em Finanças pela Fundação Armando Álvares Penteado FAAP;
• Possui graduação em Administração e em Ciências Econômicas pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul;
• Professor universitário das disciplinas de Contabilidade de Custos e Análise de Custos, Teoria da Contabilidade, Contabilidade Introdutória, Contabilidade Tributária, Estruturação das Demonstrações Contábeis, Planejamento Financeiro e Orçamentário;
• Especialista em Business Process Outsourcing (BPO), com vivência prática ao longo dos últimos 16 anos em empresas nacionais e internacionais de diversos segmentos e tamanhos;
• Também atua como palestrante;
• Atualmente é Sócio do Grupo TG&C - Trevisan Gestão e Consultoria;

 


Médicos de pessoas e de empresas

Por Vagner Jaime Rodrigues

 

Profissionais liberais, médicos, por exemplo, não podem mais dirigir o foco do seu dia a dia apenas para a sua profissão. Para atender as atuais exigências do Fisco, é preciso lidar bem com a Contabilidade e manter-se muito atualizado em termos de legislação vigente.

Para quem está sempre curando e salvando pessoas, essa parece ser uma tarefa insólita. Assim, torna-se primordial a contratação de uma consultoria especializada para trabalhar o tema cotidianamente. Ou seja, fazer o planejamento, recolher os dados, acompanhar a legislação e suas muitas mudanças e, ao final, prover os lançamentos devidos nos prazos legais.

Isso vai implicar um sono mais tranquilo ao profissional e pode significar, muitas vezes, também economia tributária, ao reduzir os riscos de não conformidades de lançamentos e pagamentos.

Os contabilistas podem indicar caminhos importantes que vão nortear os ganhos e tributos desses profissionais. Ao estudarem a carga tributária, podem orientá-los quanto à melhor opção entre ser um médico autônomo e uma pessoa jurídica. Além disso, eles podem gerenciar com eficiência os pagamentos recebidos de particulares e de convênios médicos, além de reduzir os custos e escolher, em cada caso, o melhor regime tributário: Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido.

A contratação de uma consultoria especializada em contabilidade com expertise na área médica pode dar um grande impulso na gestão financeira de um consultório ou clínica médica, pois isso implica ter amplo conhecimento para regularizar negócios, fazer a devida adequação tributária, organizar processos internos e até mesmo o relacionamento formal com os seus funcionários. Assim, serão dois “médicos” trabalhando lado a lado: um pela vida dos pacientes, outro pela vida da empresa.

 

Postado dia 06/05/2015 - Fonte: Essência Sobre a Forma

Visitantes: 1016