COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Ailton Fernando de Souza

● Bacharel em Ciências Contábeis pela Unipaulistana;
● Pós-graduado em Gestão Estratégica do Terceiro Setor pela UNIFMU;
● Ex-professor do curso Técnico em Contabilidade do SENAC;
● Exerce cargo de Gestão e Gerência de Contabilidade ;
● Autor e coordenador do livro Contabilidade na Prática (Editora Trevisan,2014);
● Autor do artigo científico Governança Corporativa em Entidades do Terceiro Setor, publicado pela Revista Direito do Terceiro Setor (Editora Fórum,Dez/2013);

 


Relato Integrado - Uma Brevíssima Abordagem

Por Ailton Fernando de Souza

 

O IIRC – International Integrated Reporting Council, ou Conselho Internacional para Relato Integrado é uma união global de órgãos e pessoas reguladoras, investidores, empresas, profissionais de contabilidade e entidades sem fins lucrativos, que têm como objetivo principal comunicar a respeito da geração de valores das organizações, e, para tanto, idealizou e desenvolveu a estrutura internacional do Relato Federação Brasileira de Bancos, com anuência do IIRC.

Espera que o Relato Integrado, ao longo do tempo torne-se o padrão para os relatos corporativos.

O Relato Integrado trata-se de um documento, um relatório que divulga informações sobre estratégia, governança, desempenho e perspectivas da organização, resumidamente tem por função principal explicar a investidores, financiadores e provedores em geral como a organização pode gerar, não necessariamente financeiros. Tal relatório busca apresentar e explicar os relacionamentos e recursos  utilizados e afetados por uma organização.

À primeira vista buscou-se semelhanças entre Relato Integrado e Balanço Social e até encontrou-se, embora esse último tenha sido utilizado nas publicações das demonstrações financeiras apenas como complemento, em o real destaque, valor, interpretação. Na verdade a idéia era utilizar os dados do Balanço Social como medidor dos impactos da entidade, da organização em sua comunidade, na sociedade.

Enfim pode-se perceber que o Relato Integrado tem muito mais chances de atingir seu objetivo especialmente em função da existência de uma estrutura que exige a utilização de princípios básicos:

 

-Foco estratégico e orientação para o futuro;

-Conectividade da informação

-Relações com partes interessadas

-Materialidade

-Concisão

-Confiabilidade e completude

-Coerência e comparabilidade

 

Além dos princípios descritos acima, o conteúdo do Relato Integrado deve informar a respeito de cada um dos elementos abaixo:

 

-Visão geral organizacional e ambiente externo

-Governança

-Modelo de negócios

-Riscos e oportunidades

-Estratégia e alocação de recursos

-Desempenho

-Perspectivas

-Base de preparação

 

Esses elementos devem ser apresentados na forma de perguntas, com respostas diretas, concisas e comprobatórias e todos são inter-relacionados, ou seja, não são informações esparsas, autônomas ou isoladas, buscando com isso melhorar a qualidade da informação, com mais coerência e trazendo mais eficiência, melhorar a responsabilidade pela gestão, incluindo o melhor aproveitamento dos capitais (financeiro, manufaturado, intelectual, humano, social, de relacionamento e natural)e integrar o pensamento na tomada de decisões que foca na geração de valor.

 

Disponível em  http://www.ibracon.com.br/ibracon/Portugues/detNoticia.php?cod=1895, em 26/10/2014.

 

Postado dia 27/10/2014 - Fonte: Essência Sobre a Forma

Visitantes: 1760


izmir escort
gaziantep escort
porno
porno
bodrum bayan escort