COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Elenito Elias da Costa

• Formado em contabilidade pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Especialização em Auditoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Pós-graduado em controladoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Mestrado em Auditoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Analista Econômico Financeiro pelo IBAMAC;
• Instrutor de curso no SEBRAE/CDL/CRC;
• Professor universitário, palestrante e avaliador do MEC;
• Autor de diversos artigos publicados no Brasil e exterior;
• Sócio da empresa Irmão Empreendimentos Contábeis Ltda;
• Autor dos livros Contabilidade - Coletânea de artigos e Contabilidade - Coletânea de artigos Vol. II
• Um dos autores do livro Transparência - Uma visão sistêmica da analise empresarial nos demonstrativos contábeis e financeiros da Editora Fortes.

 


Assessorias, Contábil e Jurídica, Minimizam Risco do Seu Empreendimento

Por Elenito Elias da Costa

 

“Sua gestão empresarial gera fatos que implicam em RISCO, daí a necessidade de uma ASSESSORIA CONTÁBIL E JURÍDICA, profissional”.(Os autores)

 

Sabemos que em qualquer gestão empresarial há fatos e atos que são gerados oportunamente observando os RISCOS possíveis e prováveis, já que muitos buscam gerir ações com menor custo e conseqüentemente um menor ônus tributário, mas também sabemos os RISCOS que pode implicar em ações que visam burlar o fisco ou o cometimento de algum indébito tributário.

Tais como, compra e venda sem o respectivo documento fiscal, ou mesmo a emissão com valores e quantidades inferiores, admissão de colaborador sem o respectivo registro e anotações em sua CTPS, transações de consignações, transferências, acondicionamentos, garantias, e demais com o fito de nebular o controle de estoques e customização de produtos.

Saldo da conta Caixa em completa dicotomia com a realidade, movimentação em conta corrente bancária que nébula o princípios da entidade identificada, com crédito de cobrança e cheques provindos de transações discutíveis, aplicações financeiras com origem e saques não documentáveis, empréstimos fantasiosos para atender a um momento oportuno, transações de importações e exportações com créditos de difícil conciliação.

Aquisição ou financiamentos de ativos com imobilizações discutíveis, ou mesmo utilizados pelo titular, sócios ou diretores, com sua manutenção conservação e depreciação suportado pelo patrimônio empresarial.

Vendas á prazo com duplicatas em cobrança pelo agente bancário com endereço e boletos que são pagos pela própria empresa emitente da transação inicial, mas desejam captar recursos para conter o seu Cash Flow.

Custos e despesas operacionais com dificuldade na identificação com o objeto da atividade operacional da empresa.

Utilização do Cartão corporativo (BNDES e demais) para nebular uma ação.

Investimento na aquisição de empresa, notadamente em prejuízo, mas utilizada para comprovar retiradas efetuadas.

Celebração de contrato de parcelamento, REFIS ou equivalente, sabendo que não suportará os pagamentos futuros, só pagando a parcela inicial para adentrar novamente ao sistema do Simples Nacional.

Abertura de empresa individual ou não, com a mesma atividade econômica de sua antiga empresa, para atenuar o impacto das transações do sistema simples, e evitar sua exclusão.

Retirada de Pro-labore, com a inexistência de faturamento inicial da empresa recém constituída, utilizado para deduzir lucros futuros.

Transações comerciais entre Matriz e Filiais, Filias e outras Filiais, com o continuísmo de reduzir tributos estaduais, sem antever a legislação pertinente em casos especiais.

Retirada antecipada de distribuição de lucros, sem a comprovada existência do lucro que lhe deu causa.          

Contabilidade alimentada e mensurada com fatos sem a devida observação do CPC ocasionando erro de inconsistência contábil, que podem nebular ilícitos fiscais.

Demonstrações contábeis e financeiras sem a obediência aos preceitos legais e principalmente aos princípios contábeis.

Obrigações tributárias expedidas sem o respectivo controle interno e transparência dos fatos junto á gestão empresarial.

Depreciação, Exaustão e amortizações sem o devido controle interno em planilha para futura comprovação junto ao fisco.

Diferença encontrada na contagem de Estoques para fins de regularização, sem a respectiva ação fiscal corretiva.

Sabemos que há diversos RISCOS que não estão aqui elencados, mas sabemos do potencial criativo existente, mas advertimos que a máquina do fisco está mais voraz e informatizada, pois a qualquer momento poderá identificar situações esdrúxulas, passiveis de sanções fiscais.

Sugerimos LER nossos artigos e livros publicados, pois são escritos para minorar sua futura dor de cabeça, mas aconselhamos a contratação de profissionais capacitados e qualificados que possam lhe aconselhar em determinadas situações.

Talvez, nesse exato momento estamos identificando fatos que lhe possam parecer conhecedor e tenha esquecido, mas lembre-se o registro é fato comprovado.

O momento exige postura profissional e cautela nas ações, pois o RISCO diante da Lei No. 12.846/2014 é grave e poderá lhe causar um transtorno nunca dantes acolhido.    

 

Autores: ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, analista, professores universitário.

                 LILYANN MENEZES DA COSTA, advogada, assessora e consultora empresarial.

 

Postado dia 28/08/2014 - Fonte: Essência Sobre a Forma


Todos os artigos deste autor:

Check list para empresas pequenas e do sistema do SIMPLES - 08/11/2015

Nunca é Tarde para Fazer uma Contabilidade Certa - 24/05/2015

A Gestão de Recursos Humanos, o Custo Brasil e a Estabilidade Econômica - 06/05/2015

Há Algo de Podre na República Federativa - 02/05/2015

Dia do Contabilista, dia 25 de abril - 21/04/2015

A Incompreensível Ausência da Transparência Contábil - 19/01/2015

Apocalipse das empresas do SIMPLES - 11/01/2015

A Perícia Contábil no Contexto da Tranparência Global - 21/10/2014

Contador e Administrador uma Constante Busca para Alcançar a Sustentabilidade - 29/09/2014

Assessorias, Contábil e Jurídica, Minimizam Risco do Seu Empreendimento - 28/08/2014

Cuidado com sua Contabilidade e sua Gestão Empresarial - 24/08/2014

BRASIL CONNECTION - 23/06/2014

A Contabilidade, a Lei Ante Corrupção e a Teoria de Thomas Piketty - 27/05/2014

Brasil do futuro só com o progresso dos trabalhadores - 08/03/2014

Administração e Contabilidade - Irmãs Siamêsas - 14/02/2014

Quando estudantes e profissionais se tornam marionetes - 28/11/2013

Sonegação Fiscal - Um fato lesivo ou uma justificativa, eis a questão - 13/11/2013

Uma ação reflexiva sobre empresas e profissionais - 21/10/2013

Empresa do SIMPLES NACIONAL - 27/09/2013

Contabilidade - Solução para o Mundo - 15/09/2013

Mais um dia da In...dependência do Brasil - 07/09/2013

Valores, princípios e conhecimentos são fatores essenciais na qualidade, sustentabilidade e continuidade de qualquer empreendimento - 31/05/2013

Contabilidade e a vida - 31/03/2013

Assessoria Contábil no Cenário Globalizado - 13/03/2013

Monografia ou artigo, eis a questão - 23/02/2013

Momento situacionista do seu processo decisório - 01/01/2013

Contador, uma profissão com futuro promissor - 10/11/2012

Perfil desejável de um curso de bacharelado em ciências contábeis - 06/10/2012

Sincronia racional da contabilidade - 11/09/2012

Contabilidade para usuários externos - 02/09/2012

Delicado momento do Sistema (Fênix) - 08/08/2012

Qualidade gera sustentabilidade e continuidade - 24/07/2012

Reciclagem para professores de contabilidade - 12/07/2012

Contabilidade tributária nas empresas - 03/07/2012

Contabilidade, o melhor instrumento contra a corrupção - 29/06/2012

Visitantes: 1276