COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Elenito Elias da Costa

• Formado em contabilidade pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Especialização em Auditoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Pós-graduado em controladoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Mestrado em Auditoria pela UNIFOR - Universidade de Fortaleza;
• Analista Econômico Financeiro pelo IBAMAC;
• Instrutor de curso no SEBRAE/CDL/CRC;
• Professor universitário, palestrante e avaliador do MEC;
• Autor de diversos artigos publicados no Brasil e exterior;
• Sócio da empresa Irmão Empreendimentos Contábeis Ltda;
• Autor dos livros Contabilidade - Coletânea de artigos e Contabilidade - Coletânea de artigos Vol. II
• Um dos autores do livro Transparência - Uma visão sistêmica da analise empresarial nos demonstrativos contábeis e financeiros da Editora Fortes.

 


BRASIL CONNECTION

Por Elenito Elias da Costa

 

“A distância que eqüidista duas linhas, muitas vezes não é uma reta, mas uma curva eficientemente assistida” (Os autores)

 

Estamos vivenciando um dos maiores eventos do mundo, onde o globo ver o Brasil e isso incomoda alguns brasileiros, que torciam contra, é engraçado passamos a vida buscando melhorias que possam resgatar os valores e princípios de alguns pela sua cidadania brasileira, e encontramos nessa sociedade a base da pirâmide que apóia o sistema atual.

O mundo passou ha pouco tempo por uma crise descomunal, e sabemos que os eventos sociais e esportivos podem agregar valor e maior rapidez da moeda, onde não é o quantitativo inerte, mas é ele em circulação extrema é que gera resultados e todos se beneficiam.

O sistema sente que foi abruptamente ferido e para sua recuperação se faz necessário a obtenção do ágio perdido, talvez seja esse o princípio da globalização, quão mais rápido acontecer, melhor para todos os segmentos.

Investidores e gestores devem entender que seu negócio deve ser repensado, pois seu concorrente não está só no Brasil, vejo o caso dos produtos têxteis, das máquinas, dos alimentos, da energia, da telefonia, da infra-estrutura e demais, e devemos conviver por um longo período com esse planejamento estratégico sustentável.

Sabemos que a corrupção é o câncer do mundo, e está realmente se desenvolvendo exponencialmente, quando encontra oportunidades, e isso é um fato.

Os custos, despesas, investimentos, lucro, prejuízo, alienações, resultado, transparência, são exigências do sistema, e a tributação tem seu preço, seja com retorno ou não, mas devemos considerá-la com certa precaução nos demonstrativos contábeis e financeiro das empresas, de qualquer forma ou tamanho.

Os profissionais que desejam se manter no mercado laboral devem se capacitar e se qualificar quão mais rápido possível, pois o Kapital não tem bandeira, tem objetivo, e o sistema exige a sua existência e sua aplicação, pois seu resultado direciona o seu foco.

Estamos convictos que haverá uma nova CRISE FINANCEIRA e isso poderá mesclar diversos interesses, inclusive o político que é a Tonica do momento.

Um sistema que convive há anos com o US$, terá dificuldade em entender o YUAN, mas diante dos números isso poderá acontecer muito breve, ou seja, 2025, se não houver um fato que nebule esse estudo, seja um cataclisma, seja um conflito armado, seja uma CRISE.

O Brasil tem tudo que o mundo precisa para manter o sistema atual, uma república federal democrática flexível, um povo pacato, uma demografia incomum, um país continental, uma colonização portuguesa e um país rico.

Sabemos que o resultado do pleito que se aproxima, poderá avaliar o atual sistema, e se isso acontecer, vemos com bastante realidade a conjunção dos BRICS com maior rigidez, mesmo sabendo que isso não interessa aos demais que fará tudo para o seu desequilíbrio.

Estamos mais próximo da Índia, China e Rússia que imaginamos, após anos de estudo, sobre esses países vemos somente agora que sua grandeza geográfica se movimenta lentamente, mas eficientemente.

Caso tenhamos alguma dúvida, observe em sua casa, no trabalho, no seu vestuário essa verdade absoluta, pois temos uma propriedade de comprovar os fatos após sua execução, e não no ínterim do seu acontecimento que para ser percebido o sistema exige maior sensibilidade qualitativa.

O ano de 2014 é um ano atípico para as empresas e seus resultados expressaram negativamente essa verdade em seus demonstrativos contábeis e financeiros, mas isso deveria ter sido percebido anteriormente, pois já estamos no prejuízo que para conter sua gravidade exige das empresas sua adequação, assim entendida, seja através de redução de custos e despesas, seja na busca de parceiros fora do país, ou mesmo a sua alienação.

Estamos convictos que as regiões Norte, Centro-oeste, e Nordeste, deverão receber uma gama máxima de investimentos, de investidores e empresas de fora do Brasil, isso só prova que o mundo precisa dessas regiões, principalmente para alimentá-lo, só precisamos de uma maior qualidade educacional dessa sociedade.

As regiões sul e sudeste, farão inserções para nebular esse fato, com certeza absoluta, pois precisam de mão de obra barata e necessita de um mercado de consumo de seus produtos, como a história ratifica, e não se conformarão com essa “benéfica invasão”.

Daí se faz necessário a obtenção de uma mão de obra com maior qualidade que só a teremos se houver investimento em educação e saúde, mas devemos entender que esses fatos são derivativos para os programas políticos de qualquer partido que pactuam com o sistema.     

Temos recebido informações de fora do Brasil que ratificam essa afirmativa, e a pulverização dos eventos da Copa do Mundo e Olimpíadas, mostram com clarividência a necessidade de investimentos e seus respectivos ágios, que hão de recuperar as perdas sofridas nos grandes fundos.

Salientamos que a legislação brasileira tem feito a sua parte, mas como sabemos que a sua mutação depende de comportamentos sociais, devemos entender que sua existência e alterações seguem o ritmo social, pois deve atender á diversas variáveis existentes, e sabemos comprovadamente que nem o J C agradou a todos.

Particularmente a legislação tributária tem objetivo de conter a sonegação e alinhar a economia informal, que verdadeiramente barganha grande parte de recursos que atenderia ao sistema, mas hoje existem controles daqueles que pensam que estão fora do sistema de tributação com suas alquimias.

A inocência brasileira e sua mobilização diante desses eventos são avaliadas e analisadas diuturnamente pelos investidores de plantão que não tem outra visão a não ser um BRASIL CONNECTION.

Findamos o referido, respeitando também a adversidade daqueles que tem interesses disformes, sejam individuais ou não, mas deveríamos perceber que o NADA muitas vezes e ao longo do tempo se transforma em ALGO, fugindo dos padrões comuns e isso se chama MUDANÇA.

 

“O Brasil está dando certo e temos pessoas a favor e contra, isso é a sociedade brasileira, que também serão beneficiadas” (O autor)

 

Autores: ELENITO ELIAS DA COSTA, nordestino. contador, auditor, analista econômico, e professor universitário.

              LILYANN MENEZES DA COSTA, nordestina, advogada, assessora.    

  

Postado dia 23/06/2014 - Fonte: Essência Sobre a Forma


Todos os artigos deste autor:

Check list para empresas pequenas e do sistema do SIMPLES - 08/11/2015

Nunca é Tarde para Fazer uma Contabilidade Certa - 24/05/2015

A Gestão de Recursos Humanos, o Custo Brasil e a Estabilidade Econômica - 06/05/2015

Há Algo de Podre na República Federativa - 02/05/2015

Dia do Contabilista, dia 25 de abril - 21/04/2015

A Incompreensível Ausência da Transparência Contábil - 19/01/2015

Apocalipse das empresas do SIMPLES - 11/01/2015

A Perícia Contábil no Contexto da Tranparência Global - 21/10/2014

Contador e Administrador uma Constante Busca para Alcançar a Sustentabilidade - 29/09/2014

Assessorias, Contábil e Jurídica, Minimizam Risco do Seu Empreendimento - 28/08/2014

Cuidado com sua Contabilidade e sua Gestão Empresarial - 24/08/2014

BRASIL CONNECTION - 23/06/2014

A Contabilidade, a Lei Ante Corrupção e a Teoria de Thomas Piketty - 27/05/2014

Brasil do futuro só com o progresso dos trabalhadores - 08/03/2014

Administração e Contabilidade - Irmãs Siamêsas - 14/02/2014

Quando estudantes e profissionais se tornam marionetes - 28/11/2013

Sonegação Fiscal - Um fato lesivo ou uma justificativa, eis a questão - 13/11/2013

Uma ação reflexiva sobre empresas e profissionais - 21/10/2013

Empresa do SIMPLES NACIONAL - 27/09/2013

Contabilidade - Solução para o Mundo - 15/09/2013

Mais um dia da In...dependência do Brasil - 07/09/2013

Valores, princípios e conhecimentos são fatores essenciais na qualidade, sustentabilidade e continuidade de qualquer empreendimento - 31/05/2013

Contabilidade e a vida - 31/03/2013

Assessoria Contábil no Cenário Globalizado - 13/03/2013

Monografia ou artigo, eis a questão - 23/02/2013

Momento situacionista do seu processo decisório - 01/01/2013

Contador, uma profissão com futuro promissor - 10/11/2012

Perfil desejável de um curso de bacharelado em ciências contábeis - 06/10/2012

Sincronia racional da contabilidade - 11/09/2012

Contabilidade para usuários externos - 02/09/2012

Delicado momento do Sistema (Fênix) - 08/08/2012

Qualidade gera sustentabilidade e continuidade - 24/07/2012

Reciclagem para professores de contabilidade - 12/07/2012

Contabilidade tributária nas empresas - 03/07/2012

Contabilidade, o melhor instrumento contra a corrupção - 29/06/2012

Visitantes: 1661