COLUNISTAS


Facebook Twitter Linkedin
Geuma Nascimento

• Mestrado em Contabilidade pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado – FECAP - SP;
• MBA em Gestão Empresarial pela Trevisan Escola de Negócios;
• Bacharel em Ciências Contábeis pela Associação Tibiriçá de Educação;
• Professora universitária das disciplinas de Contabilidade de Custos e Análise de Custos, Teoria da Contabilidade, Contabilidade Geral, Tributária, Intermediária, Avançada e Gerencial;
• Membro do Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil;
• Especialista em Business Process Outsourcing (BPO), com vivência prática ao longo dos últimos 12 anos em empresas nacionais e internacionais de diversos segmentos e tamanhos;
• Sócia da TG&C - Trevisan Gestão e Consultoria e da Efycaz Trevisan – Aprendizagem em educação continuada;
• Carreira profissional desenvolvida em pequenas, médias e grandes empresas, dentro das diversas áreas administrativas e financeiras, com ênfase em contabilidade, tributos, custos, processos operacionais e sistêmicos e em qualidade;
• Gestora da implantação de custos ABC na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo;
• Participa de Conselhos Fiscais de expressivas empresas;
• Atua como palestrante;
• Autora do livro SPED sem Armadilhas;

 


Receita envia alerta de irregularidades para contribuintes do Simples Nacional

Por Geuma Nascimento

A Receita Federal lançou no dia 13 de setembro o programa Alerta Simples Nacional, que permite a autorregularização das empresas que estão no sistema. Os contribuintes incluídos no Simples Nacional que acessarem o portal receberão um alerta para que possam corrigir erros e inconsistências.

Na primeira fase, serão emitidos 29 mil alertas sobre as irregularidades. Os avisos serão vistos até o fim de outubro e, a Receita começa a fiscalização dos que não fizeram as correções a partir de dezembro.  A multa para quem for pego varia de 75% a 225% do valor devido.

A Receita estima que a diferença entre o que é informado na Declaração Anual do Simples Nacional e o valor coletado de fato pela Receita Federal cheguem a aproximadamente R$ 6 bilhões.

Atualmente, existem mais de 3,4 milhões de contribuintes que optam pelo Simples, que é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e que abrange todos os entes federados: União, Estados, Distrito Federal e Municípios, administrado por um Comitê Gestor.

 

É importante ressaltar que o Programa Alerta Simples Nacional:

 

“1º Não altera as condições de espontaneidade do contribuinte para promover a retificação das declarações prestadas ao Fisco;

2º Não atesta a regularidade fiscal para os contribuintes que não receberem a comunicação; e

3º Não restringe a hipótese de autorregularização apenas aos contribuintes que receberam a comunicação da Receita Federal.”

 

Postado dia 16/10/2013 - Fonte: Essência Sobre a Forma

Visitantes: 2158


izmir escort
gaziantep escort
porno
porno
bodrum bayan escort